Laudo é compatível com morte por arma de fogo, segundo MP

 

Um laudo disponibilizado ao Ministério Público (MP) pelo Instituto Geral de Perícias (IGP) apontou que a causa da morte de Sandra Mara Lovis Trentin é compatível com disparo de arma de fogo. As informações foram prestadas pelo Promotor de Justiça, Marcos Eduard
o Rauber.

– A perícia mostrou que a situação em que o corpo foi encontrado é compatível com a morte via disparo de arma de fogo, mas não afirmou que foi essa ou outra causa, porque, evidentemente, o corpo foi localizado esqueletizado – destacou Rauber.

De acordo com ele, os laudos não apontaram em qual região do corpo a contadora foi atingida, em virtude, também, da decomposição do corpo, o que, para ele, fundamenta a acusação contra os réus do processo.

– O máximo que poderia ter era uma fratura de um osso, ou se fosse um disparo na cabeça, uma perfuração no crânio. No entanto, a própria confissão do Ismael Bonetto não fala em tiro na cabeça e, sim, que foi um disparo no tórax – revelou o promotor.

Ainda, segundo o MP, são aguardados laudos pendentes a serem enviados pelo IGP que são importantes no processo.  O exame da da mandíbula, que confirmou que o corpo é de Sandra e o de localização do cadáver, já foram analisados pela Promotoria.

 Desdobramentos


Após o encaminhamento dos exames do IGP, a Promotoria de Justiça irá analisa-los e, posteriormente, deve solicitar um aditamento à denúncia, o que serve de complemento para embasar a acusação.

– Tivemos um fato novo. Até então não tinha o corpo. Talvez temos que adequar algo na denúncia para que esse processo possa chegar regularmente até o júri. Isso pode provocar uma reabertura da inquisição, ouvindo mais alguma testemunha e realizando novas diligências em virtude dessa alteração da acusação, diante dos fatos novos que vieram no curso do processo – explica Rauber.

Posterior a isso, deverá acontecer a sentença de pronúncia, onde o juiz responsável pelo caso dirá se os acusados irão ou não à júri. Depois, se não houver recurso, haverá o júri.

– Não tem como prever se o julgamento irá ocorrer ainda neste ano – explica o membro do MP.

Jornal O Alto Uruguai
Laudo é compatível com morte por arma de fogo, segundo MP Laudo é compatível com morte por arma de fogo, segundo MP Reviewed by In Foco RS on quinta-feira, abril 11, 2019 Rating: 5