Polícia Civil recupera bens de vítimas de estelionato de Planalto e Alpestre

 

Um jerico agrícola de um morador de Planalto e uma empilhadeira de Alpestre estão na lista de bens recuperados pela Polícia Civil na região de Erechim, em apuração de combate ao crime de estelionato.

Nessa quinta-feira, 13 de setembro, com apoio de policiais militares, foram presos dois homens em flagrante por receptação, enquanto recebiam um trator Valmet, modelo 88, em Erechim. O delegado José Roberto Lucaszewigz explica que desde o começo das investigações, os policiais recuperaram diversos bens das vítimas – uma motocicleta nesta sexta-feira, subtraída em Bento Gonçalves – e prenderam um suspeito de integrar a organização criminosa.

A Polícia Civil alerta para negócios na internet: os bandidos aproveitam ofertas em sites para aplicar os golpes e após manifestarem interesse nos produtos, induzem as vítimas a entregá-los em municípios na microrregião de Erechim, onde supostamente o valor seria pago. Eles apresentam comprovantes falsos de transferências bancárias, afirmando que o dinheiro será creditado no próximo dia útil.

O Código Penal prevê pena de reclusão de um a cinco anos pelo crime de estelionato. Já para receptação, de um a quatro anos.

Casos no Médio Alto Uruguai


Em 3 de setembro deste ano, um homem de 30 anos, morador de Planalto, registrou na Delegacia de Polícia Civil do município que foi vítima de estelionato. Na ocasião, ele narrou que colocou à venda em um site uma carretinha agrícola e que no dia 30 de agosto, uma pessoa manifestou interesse em adquiri-la.

De acordo com o delegado Ercilio Carletti, na sexta-feira, 31 de agosto, o falso comprador enviou um comprovante de depósito de R$ 11 mil. Combinaram que o jerico – recuperado em Erechim – seria entregue em frente à Secretaria de Obras da Prefeitura de Barão do Cotegipe. Ele compareceu acompanhado de dois comparsas para levar a carretinha. A vítima só se deu conta quando notou que o dinheiro não havia entrado em sua conta bancária e que não conseguia mais contato com o falso comprador. Já a empilhadeira de um morador de Alpestre foi recuperada em Gaurama, a 20 quilômetros de Erechim.

Outro morador de Planalto vítima de estelionato em um caso semelhante foi Gabriel Olívio Granoski, que relatou sua situação ao Folha do Noroeste em reportagem de março deste ano. Ele contou que teve subtraído um trator vermelho, ainda não recuperado.

*Cristiane Luza/Folha do Noroeste
Polícia Civil recupera bens de vítimas de estelionato de Planalto e Alpestre Polícia Civil recupera bens de vítimas de estelionato de Planalto e Alpestre Reviewed by In Foco RS on sexta-feira, setembro 14, 2018 Rating: 5