Responsáveis por jazigos precisam registrar ocorrência em casos de furtos em cemitérios

 
Em FW, no Jazigo da Família Froner, sobrou apenas um dos quatro pares de argolas. FOTO - Cristiane Luza/Arquivo Folha
Pessoas que tenham dado falta em objetos e itens de jazigos de parentes em cemitérios devem registrar ocorrência junto à Polícia Civil, a fim de que seja apurado eventual crime de furto. Em dois anos, já se tem notícia de casos em pelo menos 12 municípios da região: Taquaruçu do Sul, Rodeio Bonito, Pinhal, Boa Vista das Missões, Seberi, Planalto, Ametista do Sul, Vista Alegre, Iraí, Erval Seco, Caiçara e Frederico Westphalen. Neste último, a Secretaria de Obras contabilizou a falta de 2 mil argolas de jazigos desde abril deste ano. O interesse maior dos ladrões está nos puxadores das gavetas dos túmulos, geralmente fabricados em cobre, embora cruzes e molduras de fotografias dos mortos também entrem na lista. Somente para uma família, o prejuízo aproximado foi de R$ 330 com o sumiço de três pares de argolas.

Na noite da última quarta-feira, 4 de julho, a Polícia Civil de Jaboticaba foi até o cemitério de Boa Vista das Missões, após receber informação de que haveria pessoas com lanternas em atitude suspeita. Quando a corporação chegou para averiguar, elas já haviam partido. Como até o momento ninguém reclamou a falta de bens, não foi registrado ocorrência porque não há crime, explicou um agente.

Cristiane Luza/Folha do Noroeste

Responsáveis por jazigos precisam registrar ocorrência em casos de furtos em cemitérios Responsáveis por jazigos precisam registrar ocorrência em casos de furtos em cemitérios Reviewed by In Foco RS on quinta-feira, julho 05, 2018 Rating: 5