Desembargador vota pela condenação de Sossella e empata placar no TRE


O desembargador federal Paulo Afonso Brum Vaz votou pela condenação do deputado estadual Gilmar Sossella (PDT) a três anos de detenção. O voto foi proferido em julgamento, hoje, em ação penal que tramita no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O juiz também condenou o assessor parlamentar Artur Souto a pena de dois anos de prisão. O voto também prevê a substituição das prisões por serviços comunitários e multa.

Após o voto de Brum Vaz, o presidente do TRE, Carlos Cini Marchionatti, suspendeu novamente o julgamento da ação penal até o retorno do relator Silvio Ronaldo Santos de Moraes, ausente da sessão desta terça-feira. Na semana passada, Moraes julgando parcialmente procedente a denúncia, absolvendo o deputado e condenando o assessor. Com isso, em relação a Sossella, o processo registra empate no placar.

De acordo com a denúncia do Ministério Público Eleitoral, Gilmar Sossela e Artur Souto coagiram servidores comissionados a comprarem convites de R$ 2,5 mil para um jantar de apoio político durante a eleição de 2014. No âmbito cível, Sossella chegou a ser multado, em R$ 20 mil, mas o MPE pede, ainda, a condenação criminal do deputado.

O julgamento deve ser retomado na próxima semana. O parlamentar e o assessor rebatem as acusações. Em relação ao mandato de Gilmar Sossella, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) reverteu em abril a decisão do TRE gaúcho e manteve o deputado na Assembleia Legislativa. Em caso de condenação criminal, porém, Sossella pode ficar inelegível pelos próximos oito anos.

Rádio Guaíba
Desembargador vota pela condenação de Sossella e empata placar no TRE Desembargador vota pela condenação de Sossella e empata placar no TRE Reviewed by In Foco RS on quarta-feira, junho 21, 2017 Rating: 5