Início Notícia Voltar

Inter é prejudicado pela arbitragem e acaba superado por 2 a 1 pelo Flamengo

O Clube do Povo volta a campo na próxima quinta-feira (25/02), às 21h30, quando recebe o Corinthians.



22/02/2021 09:37 por AI S.C. Internacional

CapaNoticia

Foto: Ricardo Duarte

Banner Topo

Prejudicado por erro de arbitragem, o Clube do Povo sofreu uma expulsão injusta no gramado do Maracanã, logo a dois minutos do segundo tempo, e foi superado por 2 a 1 pelo Flamengo. Disputada a partir das 16h deste domingo (21/02), o confronto integrou a 37ª rodada do Brasileirão.

O Clube do Povo volta a campo na próxima quinta-feira (25/02), às 21h30, quando recebe o Corinthians. Partida da 38ª rodada do Campeonato, vale o título nacional ao Inter, que pode conquistar a taça em caso de vitória.

 

Dono da casa, o Flamengo começou a partida com o controle da bola. A maior posse, contudo, passou longe de significar perigo ao gol do time de Abel Braga, que, bem postado, mostrava predisposição ao contra-ataque. Exatamente de escape rápido construído aos 9, Moisés foi ao fundo e cruzou rasteiro para Yuri, puxado por Gustavo Henrique. Pênalti, indicado por Raphael Claus e precisamente cobrado por Edenilson, que abriu o placar no Maracanã.

Em vantagem, o Clube do Povo baixou suas linhas. Crescente na pressão, o Flamengo não conseguia criar, mas contou com jogada individual de Bruno Henrique, garçom de Arrascaeta, para empatar aos 28. Retomada a igualdade, o Clube do Povo assumiu o protagonismo, passou a rodar a bola com inteligência e, por detalhe – incluindo a trave -, não chegou ao intervalo em vantagem. Encerrada a primeira etapa, o 1 a 1 parcial persistia no placar.

Árbitro da partida, Raphael Claus comprometeu o correr do jogo na segunda etapa. Corridos dois minutos do reinício de partida, o homem do apito expulsou sem critério o lateral Rodinei. Com um a mais, o Flamengo conseguiu a virada.


Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.