Início Notícia Voltar

Caso Rafael traz a chefe de Policia do estado a Planalto

Após a coletiva de imprensa os policiais, acompanhados dos membros do Ministério Público Foram conhecer o local do crime



02/06/2020 18:18 por Redação Portal In Foco RS

CapaNoticia

Foto: MP

Banner Topo

A chefe de Polícia do Estado do Rio Grande do Sul – delegada Nadine Anflor esteve nesta terça, 02, em planalto para participar de uma reunião com membros do Ministério Público do RS e preparar a reprodução simulada (reconstituição) no caso Rafael Winques. Esteve presente também o Diretor do Departamento de Polícia do Interior – Delegado Joeberth Nunes e a diretora geral do IGP – Instituto Geral de Perícias do RS, Perita criminal Heloisa Kuser. 

Em coletiva de imprensa, juntamente com o Delegado Ercilio Carletti, a chefe de polícia do RS, Delegada Nadine, respondeu sobre o andamento das investigações e disse que é importante a realização da Reprodução simulada. O prazo de realização deste procedimento será em torno de 15 adias que poderá informar o que aconteceu na noite dos fatos, como aconteceu, quem participou e qual a mecânica do homicídio.

A Diretora do IGP afirmou que os trabalhos de pesquisas ainda estão em andamento e não há um prazo determinado para a divulgação de resultados das perícias pois existem vários elementos que estão sendo analisados em laboratório.

Perguntada sobre as contradições encontradas entre os depoimentos da mãe e do irmão adolescente do Rafael, a chefe de Polícia afirmou que, após sete dias de investigação, existem muitos elementos que ajudarão a elucidar o caso e preparar o inquérito para ser entregue ao judiciário, mas que se necessário, além do prazo regulamentar de 30 dias, poderá ser pedido um novo prazo, ainda indefinido, para apresentar um processo consistente e com as provas necessárias contra o (s) envolvido (s) no caso. “Hoje não descartamos nenhuma hipótese, se a mão agiu sozinha ou se teve a participação de outras pessoas, isto no final do inquérito será esclarecido “ afirmou a Chefe de Polícia.

Após a coletiva de imprensa os policiais, acompanhados dos membros do Ministério Público Foram conhecer o local do crime e preparar a reprodução simulada dos fatos.


Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.