Início Notícia Voltar

Valores do concurso do IBGE serão ressarcidos através de aplicativo

Valores do concurso do IBGE serão ressarcidos através de aplicativo



23/05/2020 13:01 por Mara Steffens/Diário da Manhã

CapaNoticia

Foto: Arquivo | Diário

Banner Topo

O ano de 2020 seria marcado por mais um Censo Demográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, a mais completa coleta de informações realizadas pelo órgão e que descobre, além do número exato de habitantes do país, características importantes da população como escolaridade e renda.

Para visitar as casas dos moradores e realizar este trabalho, o IBGE realizaria um concurso para recrutar recenseadores, agentes censitários e supervisores. Mais de 100 mil pessoas realizaram inscrição e quem chegou a realizar o pagamento da taxa será ressarcido através de um aplicativo específico. O coordenador de área do censo do IBGE em Carazinho, Daniel dos Santos detalhou, durante entrevista à Rádio Diário AM 780, que o candidato terá de baixar o aplicativo BB Carteira Digital (do Banco do Brasil) e fará um cadastro. Depois disso, no rodapé do aplicativo estará disponível a opção “receber”.

Depois de clicar no link aparecerá a opção da ordem bancária de pagamento. “Ele fornecerá alguns dados como CPF, data de nascimento para comprar que se trata da pessoa que se inscreveu. A partir daí o dinheiro ‘cairá’ nesta carteira digital e estará disponível. A partir deste momento ele tem várias opções para usar o valor. No próprio App poderá pagar contas. Mas se desejar ter o dinheiro em espécie, selecionará a opção de saque e será gerado um código com o qual ele conseguirá ter acesso ao valor em um caixa eletrônico do Banco do Brasil”, ensinou. Também é possível transferir o dinheiro para outra conta bancária, sem cobrança de taxas, inclusive para outras agências bancárias.

Em âmbito local, segundo Santos, não se sabe exatamente quantas pessoas efetuaram a inscrição.

“Durante o período recebíamos prévias de quantas inscrições haviam até determinado momento e o boleto era gerado com alguns dias de prazo para pagamento. Então poucas pessoas haviam pago o valor até o momento em que o concurso foi cancelado. Em Carazinho foram entre 30 e 40 pessoas”, informou.

Outra data

A princípio, conforme Santos, o Censo Demográfico será em 2021, com o cronograma de datas idêntico ao que seria seguido em 2020. “Se tudo correr bem até lá. Os meios e os cronogramas permaneceriam os mesmos. Ao invés de ser em junho de 2020, será em junho de 2021, mas tudo dependerá se a pandemia estiver superada”, colocou.

Embora não ocorra no prazo inicialmente estipulado, a coleta de dados não fica prejudicada. “O censo populacional sempre ocorreria em anos de final 0, portanto, a cada dez anos. O censo de 1990 foi realizado em 1991 por uma questão orçamentária. De certo modo não muda nada, apenas questões técnicas como data de referência, o período em que foi feito, mas o questionário, em si, não sofrerá alterações, até porque ele mantém uma comparabilidade de uma edição para outra”, esclareceu o coordenador, citando que perguntas relacionadas à Covid-19 poderão ser acrescentadas à pesquisa. “Talvez seja incluída alguma questão sobre a pandemia, mas o questionário básico tem sua estrutura básica consolidada”, confirmou.

O Censo Demográfico

O Censo Demográfico do IBGE é aplicado em 100% dos lares brasileiros. Além de contar o número de moradores de cada domicílio, procura saber como as pessoas vivem; se possuem bens duráveis; se tem acesso a serviços públicos como luz, água, esgotamento sanitário; se trabalham e qual a renda média de cada um dos integrantes da família.

“É um censo completo. Claro que o principal objetivo é a contagem populacional, mas como o IBGE visita todos os domicílios aproveita e coleta outros dados estatísticos”, esclarece Daniel dos Santos.


Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.