Início Notícia Voltar

Grupo Zaffari doa R$ 10 milhões para a compra de equipamentos para combate à Covid-19

Equipamentos de proteção individual serão entregues ao governo do Estado



26/03/2020 13:18 por Correio do Povo

CapaNoticia

Além da doação do Zaffari, um grupo de empresários decidiu no final de semana participar de ações pelo bem do Rio Grande do Sul diante pandemia | Foto: Mauro Schaefer / CP Memória

Banner Topo

O Grupo Zaffari realizou doação de R$ 10 milhões para a compra de equipamentos e insumos para serem utilizados no combate a pandemia do novo coronavírus no Rio Grande do Sul. O anúncio foi feito pelo presidente do Instituto Cultural Floresta (ICF), Leonardo Fração, que informou que os equipamentos serão entregues ao governo do Estado. Segundo ele, além desta doação, um grupo de empreendedores decidiu no final de semana participar de ações pelo bem do Rio Grande do Sul diante da gravidade da pandemia.

Os empresários, conforme Fração, vão equipar os 105 novos leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do bloco B do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA),  um dos prédios concluídos em 2019 e que ainda não foram equipados. "Estamos em uma mobilização social para proteger os grupos de risco e reativar a economia o mais rápido possível para não morrermos de pobreza", ressaltou.

Na semana passada, o Hospital de Clínicas recebeu R$ 57 milhões do Ministério da Educação (MEC) para implantar ações de enfrentamento ao Covid-19. Do valor, R$ 47 milhões serão utilizados na aquisição de equipamentos para os 105 novos leitos do bloco B do hospital. Já o valor de R$ 10 milhões serão usados no custeio das equipes técnicas e administrativas do Clínicas que serão responsáveis pela estruturação das instalações.

De acordo com Fração, os empresários diante da pandemia do novo coronavírus decidiram iniciar uma frente de ajuda cívico-empresarial para superar déficits do sistema de saúde. Conforme o presidente do ICF, a proposta é comprar máscaras israelenses especiais (400 máscaras reutilizáveis) para agentes de saúde, e específicas para procedimento de maior risco ao profissional que é a intubação do paciente e a compra de 80 a 200 respiradores importados da China ao custo de R$ 70 mil cada. Além disso, serão adquiridos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) solicitados pelos hospitais e médicos a partir das demandas pelo governo do Estado.

A ideia dos empresários é captar recursos financeiros a partir de R$ 100 entre pessoas físicas e de R$ 10 mil; R$ 50 mil e R$ 100 mil entre pessoas jurídicas. O prazo máximo é de dez dias e a captação será realizada através do sistema de crowfunding do ICF, que fez iniciativa similar na área da segurança pública.


Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.