Início Notícia Voltar

Governo do RS anuncia R$ 226,9 milhões em obras e habitação para 2022

Comunicado faz parte do programa Avançar ligado à Secretaria de Obras e Habitação



27/01/2022 19:57 por Taís Teixeira | Correio do Povo

CapaNoticia

Anúncio do investimento foi feito por Eduardo Leite | Foto: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini/CP

Banner Topo

O governador Eduardo Leite anunciou hoje o investimento de R$ 226,9 milhões em obras e habitação no Estado para 2022, o maior dos últimos 20 anos. Desse valor, R$ 54 milhões são para unidades habitacionais, R$ 19,9 milhões em cooperativas habitacionais, R$ 17 milhões em frota de maquinário, R$ 12 milhões no projeto Nenhuma Casa sem Banheiro, R$ 21 milhões em poços tubulares profundos, R$ 33,2 milhões na barragem Jaguari e Taquarembó, R$ 57,8 milhões e, indenização de famílias da ERS-118, R$ 6 milhões em estradas vicinais e R$ 6 milhões nas Coordenadorias Regionais de Obras Públicas (CROPS). 

O comunicado faz parte do programa Avançar ligado à Secretaria de Obras e Habitação (SOP), que foi apresentado junto ao secretário de Obras e Habitação, José Stédile. Na ocasião, foi detalhado um  balanço dos investimentos feitos, além da construção de unidades habitacionais, os recursos também serão destinados para ações como a recuperação de estradas vicinais, a perfuração de poços e a execução do programa Nenhuma Casa Sem Banheiro.

Leite disse que entre 2019 e 2021, houve um investimento de R$ 10,3 milhões em 180 poços, que contemplaram  15.242 famílias com acesso à água potável. “Para combater à estiagem, houve apoio de recursos para 97 municípios, sendo destinado R$ 70 mil para cada um deles”, comentou.

Stédile ressaltou que a questões dos postos foi organizada de uma forma diferente. “Nós não estamos perfurando, mas sim, repassando recursos para os municípios executarem a obra, o que está dando mais agilidade, o que não significa que seja mais rápido, já que cada convênio tem as suas dificuldades e precisa seguir a legislação e cumprir muitas exigências”, explicou.

O secretário ainda disse que, em meio à estiagem vigente no Estado, os pedidos de poços aumentaram em torno de dez vezes mais os pedidos. “Talvez tenhamos que repensar durante o ano um aumento de recursos para perfuração de poços durante a estiagem”, antecipou.

Para recuperar estradas vicinais, desassoreamento de rios, arroios e riachos, incluindo ações de estiagem , entre 2019 e 2021, houve um investimento de R$ 9,2 milhões, contemplando 84 municípios e 56.820 famílias. “No combate à estiagem, repassamos R$ 100 mil para 62 municípios, resultando em 17 mil famílias atendidas”, confirmou.

Já as ações em habitação, foram concluídos 66 convênios e 129 ações, a construção de 3.869 unidades habitacionais, contemplando 116 municípios, com o valor contratado pelo Estado de R$ 15,1 milhões, de 2019 a 2021.

Em obras públicas e projetos de fiscalização realizados nesse período de dois anos, houve a elaboração de 979 projetos técnicos, finalização de 684 obras contratadas e o valor total de R$206,1 milhões em obras.

Leite  ainda reforçou que essa pasta sempre teve poucos recursos, o que exigiu criatividade dos gestores e, na sequência, agradeceu aos deputados que aprovaram um conjunto de reformas, “às vezes antipáticos, com polêmicas e enfrentamento, mas bancaram essa agenda”. 


Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.