Início Notícia Voltar

Município da Serra Gaúcha terá centro ufológico para estudo de objetos voadores não identificados

O objetivo do centro que será instalado em Garibaldi será realizar filmagens do céu e efetivar a análise das imagens captadas.



10/06/2021 15:28 por Portal Leouve

CapaNoticia

Foto: Departamento de Defesa dos EUA/Divulgação

Banner Topo

Aeronaves espaciais, aparições de luzes ou vídeos rodeados de mistérios. Tudo isso parece história de outro mundo, contudo, os estudos sobre objetos voadores não identificados (OVNIs) estão ganhando muito espaço no debate público. Nos últimos meses, autoridades americanas confirmaram a existência de imagens reais de OVNIs e, diferentemente de algum tempo atrás, atualmente o assunto passou a ser levado muito a sério. Diante do crescimento no número de curiosos e de pesquisas sobre casos de aparições, diversos centros ufológicos acabaram surgindo, muitos deles, inclusive, no Rio Grande do Sul.

Em entrevista ao Portal Leouve, o coordenador do Centro de Estudos Ufológicos de Cidreira, Daniel Cristian de Souza, falou sobre as pesquisas desenvolvidas pelos estudiosos que fazem parte do grupo. Daniel, que estuda fenômenos ufológicos há 25 anos, afirmou que já presenciou um avistamento no litoral gaúcho. O flagrante foi um dos grandes motivadores para a criação do centro de estudos. Na ocasião, Daniel estaria entrevistando testemunhas que relataram terem avistado OVNIs no céu, em Cidreira. Durante a conversa, os objetos também apareceram para Daniel que diz ter conseguido realizar filmagem dos mesmos.

A partir do caso, diversos curiosos e estudiosos sobre o assunto entraram em contato com o Centro, a fim de relatar fenômenos ou até mesmo para integrar a equipe de trabalho. Em um dos contatos realizados, o presidente do Aeroclube de Garibaldi, Arthur Sartori Habercamp, demonstrou interesse em iniciar um centro de estudos na cidade.

O objetivo do centro que será instalado em Garibaldi será realizar filmagens do céu e efetivar a análise das imagens captadas. Também, o local receberá vídeos e informações de populares para que peritos possam investigar os casos que ocorrem na Serra Gaúcha. A ideia dos organizadores é de que futuramente o centro possa promover cursos ou acolher visitantes que expressem curiosidade sobre o tema. O início dos trabalhos ainda não está definido.


Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.