Torres deve receber 400 mil turistas na virada do ano

 
Morro do Farol é um dos pontos que conta com uma vista privilegiada da praia — Foto: Reprodução/RBS TV
Uma das praias mais movimentadas do Litoral Norte do Rio Grande do Sul, Torres deverá ser destino de mais de 400 mil pessoas só na virada do ano. Turistas hospeda
dos na praia elogiaram a estrutura, mas a BR-101, que deverá ser usada por muitos dos visitantes, se mostra um desafio para os motoristas.

A Praia da Guarita é uma das mais famosas em Torres. Além de aproveitar a beira do mar, tem quem prefira explorar as trilhas que ela oferece. São duas opções, que estão bem sinalizadas e oferecem uma vista privilegiada da cidade.

"Eu gosto de Torres, mas a Guarita é especial. Bem interessante a preservação, né? É muito lindo aqui", comenta o aposentado José Rillo.

Para entrar no Parque da Guarita, os carros pagam R$ 20 para ficar o dia inteiro durante o verão. A infraestrutura do parque conta com bar, estacionamento e banheiros construídos no ano passado – um deles já teve o espelho quebrado.

"Já estive aqui há muitos anos. 'Tá' muito bom! Mudou muito e pra melhor", observa a dona de casa Marlene Cardoso da Rosa.

Ao lado da Guarita, fica a Praia da Cal. A praça que fica em frente costuma lotar na alta temporada. Tem aparelhos de ginástica, grama aparada, mas as telas de proteção das quadras estão rasgadas. O maior problema encontrado é o acesso à praia para pessoas com deficiência.

"Não tem acesso quase. Para cadeirante, praticamente não tem como entrar aqui dentro. A parte de infraestrutura está deixando bastante a desejar, embora seja um espetáculo da natureza", opina o aposentado Ivanir Gomes.

Vizinho à Praia da Cal, fica o Morro do Farol, outro ponto turístico de Torres, com uma vista linda pra contemplar do alto do morro. Só que lá não tem muita infraestrura: só estacionamento e banheiros químicos.

"Está tudo muito perfeito, aqui é maravilhoso. Dá vontade de morar... É tudo muito lindo! Adorei", elogia a auxiliar-administrativo Juliana Garcia.

As praias mais movimentadas ficam mais perto do Centro: a Prainha e a Praia Grande. O asfalto está em dia, mas nos bairros os moradores dizem que poderia estar melhor, pois tem muito buraco.

Letreiro com o nome da cidade está em fase de conclusão — Foto: Reprodução/RBS TV


O letreiro com o nome da cidade que fica na região está quase pronto. Funcionários trabalham na manutenção do gramado, tão disputado quanto a areia. Quem gosta de esportes também curte a orla – a ciclovia vai até a Praia dos Molhes, na divisa com Santa Catarina.

"É bom! Tem ciclovia grande, né? A gente percorre sete, oito km à beira mar. É muito bom", opina o porteiro João Luís da Silveira.

O calçadão também é bastante usado para aquela corrida ou caminhada de fim de tarde. Ele é dividido na parte nova e antiga. O calçadão antigo tem lajotas se soltando, algumas quebradas. Mas o grande problemas são as subidas. Tem escadas e também uma rampa para cadeirante, só que as condições não estão adequadas para as pessoas subirem.

Sobre os acessos às praias Grande e da Cal, a prefeitura diz que serão colocadas 12 esteiras para facilitar o caminho dos banhistas até a beira mar, e que as obras no calçadão da Praia Grande devem começar em breve com recursos do Ministério do Turismo e da prefeitura. Elas só devem ficar prontas em junho de 2019.O letreiro com o nome da cidade que fica na região está quase pronto. Funcionários trabalham na manutenção do gramado, tão disputado quanto a areia. Quem gosta de esportes também curte a orla – a ciclovia vai até a Praia dos Molhes, na divisa com Santa Catarina.

"É bom! Tem ciclovia grande, né? A gente percorre sete, oito km à beira mar. É muito bom", opina o porteiro João Luís da Silveira.

O calçadão também é bastante usado para aquela corrida ou caminhada de fim de tarde. Ele é dividido na parte nova e antiga. O calçadão antigo tem lajotas se soltando, algumas quebradas. Mas o grande problemas são as subidas. Tem escadas e também uma rampa para cadeirante, só que as condições não estão adequadas para as pessoas subirem.

Sobre os acessos às praias Grande e da Cal, a prefeitura diz que serão colocadas 12 esteiras para facilitar o caminho dos banhistas até a beira mar, e que as obras no calçadão da Praia Grande devem começar em breve com recursos do Ministério do Turismo e da prefeitura. Elas só devem ficar prontas em junho de 2019.

Do G1 RS
Torres deve receber 400 mil turistas na virada do ano Torres deve receber 400 mil turistas na virada do ano Reviewed by In Foco RS on quarta-feira, dezembro 05, 2018 Rating: 5