Operação da Polícia Civil e Ministério Público afasta presidente do hospital de Alpestre

 


Ação conjunta entre o Ministério Público (MP), a Polícia Civil e a Prefeitura de Alpestre, no Norte do Rio Grande do Sul, resultou no afastamento do presidente da Sociedade Beneficente Nossa Senhora de Fátima de Alpestre, Sérgio Mileski, na manhã desta quarta-feira, 14 de novembro.

Sindicância feita pelo Poder Executivo municipal apontou irregularidades na prestação de contas do hospital no exercício 2016/2017, em despesas que superam R$ 400 mil e estariam em desacordo com convênio firmado com a prefeitura. Uma cópia dessa apuração foi entregue ao MP e deu origem à investigação.

A Polícia Civil cumpriu mandado de busca e apreensão em três locais: no hospital, e na casa e no escritório da empresa do presidente da sociedade, informou o inspetor Cristiano Trentin. Os agentes retiveram documentos e uma CPU de computador, que passará por perícia.

O MP ingressou com ação no Fórum da Comarca de Planalto e a Prefeitura de Alpestre com outra pedindo intervenção na casa de saúde. Dessa maneira, um juiz de Direito deve nomear um interventor para verificar o que aconteceu e onde exatamente os recursos foram aplicados.

A reportagem telefonou à empresa do presidente para oferecer espaço para manifestação, mas nenhuma das ligações foi atendida até o fechamento desta notícia.

O município possui população estimada em pouco mais de 6,4 mil habitantes e recentemente teve afastamento do prefeito e do vice-prefeito na Operação Paiol, do Ministério Público. Em outubro, a cidade foi a única do Rio Grande do Sul a ter eleições suplementares junto com o segundo turno das Eleições 2018, para a escolha de novos prefeito e vice-prefeito.

Cristiane Luza/Folhado Noroeste
Operação da Polícia Civil e Ministério Público afasta presidente do hospital de Alpestre Operação da Polícia Civil e Ministério Público afasta presidente do hospital de Alpestre Reviewed by In Foco RS on quarta-feira, novembro 14, 2018 Rating: 5