Toxoplasmose deixa rotina de Santa Maria tomada pelo receio e pela dúvida

 
Laboratório de Santa Maria analisa amostras de sangue | Foto: Alina Souza

A falta de informação e a incerteza sobre as causas e consequências do surto de toxoplasmose em Santa Maria, na região Central do Rio Grande do Sul, têm causado confusão e pânico. A população ainda não sabe se a fonte de contaminação é a água que chega às torneiras ou as hortaliças ingeridas, conforme informado recentemente pelo poder público, o que acaba afetando a rotina dos moradores. 

Há mais de dois meses uma doença misteriosa começou a ser investigada na cidade. Com os primeiros sintomas, os casos foram tratados “síndrome febril”. Em pouco mais de uma semana, o surto de toxoplasmose foi confirmado. Logo em seguida, veio o efeito dominó. Pelo menos 594 pessoas já foram diagnosticadas com a doença. A causa segue sendo apurada pelos órgãos de Saúde, municipais, estaduais e federal, por meio do Ministério da Saúde, que considera o surto como o maior do país até o momento. Na sexta-feira, uma coletiva de imprensa no município anunciou que, nas amostras de água enviadas para análise, foi encontrado um protozoário toxoplasma gondii. O organismo foi localizado em uma caixa d’água no Centro de Santa Maria. Apesar disso, a secretária de Saúde do município, Liliane Mello, disse que o DNA do protozoário é diferente daquele presente nos casos do confirmados do surto. Portanto, a investigação continuará. 

“O Ministério da Saúde esclarece que o surto de toxoplasmose no município de Santa Maria (RS) tem como mais provável causa a contaminação pela água, com possível contaminação de hortaliças como causa secundária. (...) Vale ressaltar que as outras possíveis causas comuns em casos de toxoplasmose foram eliminadas durante a pesquisa, como carne bovina, de frango e queijos, entre outros alimentos”, informou o órgão, por meio de nota. 

Diversas reuniões e análises laboratoriais vêm sendo feitas, mas, até o momento, a população precisa conviver com a dúvida. Ainda em junho, o secretário estadual de Saúde, Francisco Paz, afirmou que as causas eram desconhecidas. Um dia depois, o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, disse que a “culpada” era a água. A declaração foi duramente criticada por especialistas e envolvidos na investigação da doença.

CP
Toxoplasmose deixa rotina de Santa Maria tomada pelo receio e pela dúvida Toxoplasmose deixa rotina de Santa Maria tomada pelo receio e pela dúvida Reviewed by In Foco RS on sábado, julho 07, 2018 Rating: 5