Desembargador que mandou soltar Lula foi filiado ao PT por quase 20 anos

 
Foto: Betina Humeres / Diário Catarinense
Desembargador que acatou o pedido de habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Rogério Favreto foi filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT) de 1991 a 2010, ano em que virou juiz.

Favreto exerceu cargos em três governos petistas antes de ser nomeado por Dilma Rousseff ao TRF4, em 2011, dentre uma lista de três nomes.  No ano passado, o desembargador foi o único desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) a votar pela abertura de um processo disciplinar contra Sergio Moro, por "índole política". 

Antes de ser indicado para ser desembargador, Favreto foi advogado sindical nos anos 1980, ao lado do ex-prefeito José Fortunati (PDT). Depois, ele foi procurador-geral de Porto Alegre em três governos do PT. Em 2005, foi trabalhar na Casa Civil do governo Lula. De 2007 a 2010, foi secretário da Reforma do Judiciário no Ministério da Justiça, à época sob o comando por Tarso Genro, para quem trabalhou como procurador-geral em sua gestão na Prefeitura de Porto Alegre.  

Em seus despachos, o desembargador costuma ser crítico à atuação de Moro e da força-tarefa da Lava-Jato. Uma de suas decisões relativas à operação ocorreu em agosto passado, quando ele manteve bloqueados os bens da Odebrecht em processo relacionado ao acordo de leniência da empreiteira, seguindo a decisão de colegas. A diferença é que, em voto separado, ele criticou as "dez medidas contra a corrupção" propostas pela força-tarefa da Lava-Jato. Em outra, ele concordou com advogados que solicitam a abertura de processo disciplinar contra Moro por divulgar o áudio de conversas entre Dilma e Lula.  

Desembargador que mandou soltar Lula foi filiado ao PT por quase 20 anos Desembargador que mandou soltar Lula foi filiado ao PT por quase 20 anos Reviewed by In Foco RS on domingo, julho 08, 2018 Rating: 5