Polícia conclui que disparo de colega matou policial rodoviário durante barreira na ERS-342, em Cruz Alta

 
Foto: Reprodução RBSTV

A policial rodoviário morto durante uma barreira em agosto do ano passado na ERS-342, em Cruz Alta, Noroeste do Rio Grande do Sul, foi atingido por disparos feitos por um colega, segundo a Polícia Civil. O inquérito do caso foi concluído nesta sexta-feira (18), e o autor dos tiros será indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, e responderá ao processo na Justiça Militar.

A polícia acreditava que o sargento Náurio Adão Garcia Viana, de 46 anos, havia sido baleado por um homem que, segundo a investigação, furou o bloqueio, após ter roubado um carro. No momento da fuga, houve uma troca de tiros.

Porém, laudos periciais apontaram que Náurio foi atingido por um disparo de arma longa. Conforme o delegado Josué Muniz, o motorista não teria conseguido manusear esse tipo de armamento enquanto dirigia em fuga.

O assaltante capotou o carro e fugiu por um matagal, mas foi localizado e preso dias depois. Ele será indiciado por tentativa de homicídio, porque jogou o carro contra os policiais que faziam a barreira.

O Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM), responsável pelo policiamento em rodovias estaduais, também investiga a morte do sargento. O inquérito deve ser concluído na próxima terça-feira (22).

*As informações são do G1RS.
Polícia conclui que disparo de colega matou policial rodoviário durante barreira na ERS-342, em Cruz Alta Polícia conclui que disparo de colega matou policial rodoviário durante barreira na ERS-342, em Cruz Alta Reviewed by In Foco RS on sábado, maio 19, 2018 Rating: 5