Justiça nega habeas corpus, e bruxo suspeito de esquartejar crianças segue preso

   

O desembargador Sylvio Baptista Neto, da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça, negou nesta quarta-feira o pedido de liberdade do "bruxo" suspeito de ter esquartejado duas crianças durante possível ritual macabro. Assim, o homem seguirá preso por tempo indeterminado.

De acordo com a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça, na decisão, o desembargador pediu mais informações do caso ao Foro de Novo Hamburgo. Detalhes sobre a liminar não foram divulgadas já que o processo tramita em segredo de justiça.

Esse é o segundo pedido de habeas corpus do bruxo negado pela Justiça. O primeiro foi no dia 5, quando o juiz Sandro Luz Portal negou o pedido realizado pela então advogada do investigado, Denise Dal Molin Pellizzoni. Na liminar, Portal alegou que a prisão era necessária "em face da complexidade do crime investigado, cuja dimensão, certamente, oferta obstáculos à investigação policial".

Correio do Povo
Justiça nega habeas corpus, e bruxo suspeito de esquartejar crianças segue preso Justiça nega habeas corpus, e bruxo suspeito de esquartejar crianças segue preso Reviewed by In Foco RS on quarta-feira, janeiro 10, 2018 Rating: 5