Família de Novo Hamburgo teria pago R$ 25 mil para sacrificar irmãos em ritual

   

Para realizar um ritual para atrair prosperidade, uma família de Novo Hamburgo teria pago R$ 25 mil à vista ao líder de uma seita religiosa. Além do valor, o homem – que se autodenomina de bruxo e mestre – teria exigido ao hamburguense duas crianças de mesmo sangue. De acordo com as investigações, os irmãos, que foram esquartejados, seriam argentinos e teriam sido “comprados” ou “raptados” no país vizinho.

A Polícia Civil fará contato com a polícia argentina para solicitar a lista de crianças desaparecidas. Ainda não se sabe de qual região do país vizinho as vítimas eram. O menino, de 8 a 10 anos, e a menina, entre 10 e 12, irmãos por parte de mãe, tiveram tronco e membros jogados na estrada Porto das Tranqueiras, no bairro Lomba Grande, em Novo Hamburgo. As cabeças ainda não foram localizadas, o que dificulta a identificação.

Na última quarta-feira, o líder da seita, o cliente e um parente dele foram presos no templo, que fica em um local de difícil acesso na Região Metropolitana. A Polícia ainda busca por um argentino, que teria buscado as crianças em seu país natal.

O líder da seita, preso no dia 27 de dezembro, é considerado uma celebridade no meio. Além de rituais, ele realizava palestras sobre o assunto. O templo era frequentado por pessoas de diversas classes sociais.

Relembre


Em 4 de setembro, duas crianças foram encontradas esquartejadas no bairro Lomba Grande, em Novo Hamburgo, no Vale do Sinos. As partes dos corpos estavam embaladas em sacolas plásticas e em caixas de papelão em um mato às margens de uma estrada.

Em 18 de setembro, a Brigada Militar localizou outras partes dos corpos a 500 metros do local onde os primeiros pedaços foram encontrados. O fato de que as cabeças das crianças ainda não foram localizados reforça a chance de que os crânios sejam delas.

Segundo a perícia, os corpos localizados em Lomba Grande são de um menino, entre 8 e 9 anos, e de uma menina, entre 10 e 12. As crianças são irmãs apenas por parte de mãe. Como as cabeças ainda não foram localizadas, as vítimas não foram identificadas.

Em 27 de dezembro, líder de templo e dois seguidores foram presos. A Polícia agora busca por um argentino que teria buscado as crianças, que foram esquartejadas em ritual.

Família de Novo Hamburgo teria pago R$ 25 mil para sacrificar irmãos em ritual Família de Novo Hamburgo teria pago R$ 25 mil para sacrificar irmãos em ritual Reviewed by In Foco RS on sexta-feira, janeiro 05, 2018 Rating: 5