Lançamento do Outubro Rosa 2017 reforça necessidade de prevenção e luta contra o câncer de mama

Desfile das servidoras estaduais que venceram o câncer de mama marcou o lançamento da campanha Outubro Rosa 2017 no Palácio Piratini - Foto: Karine Viana/Palácio Piratini
O mês de outubro é marcado por um dos movimentos sociais, culturais e educacionais mais conhecidos internacionalmente pela conscientização e pela prevenção do câncer de mama - doença que mais mata mulheres em todo o mundo e no Brasil. No Rio Grande do Sul, o governo do Estado lançou, nesta quinta-feira (19), a campanha Outubro Rosa 2017 com o Desfile das Vitoriosas, que contou com a participação de servidoras estaduais que venceram a doença.
Os novos casos de câncer de mama correspondem a cerca de 28% dos registros de todas as neoplasias (manifestação de células anormais no corpo) a cada ano, conforme o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca). Em 2016, foram registrados cerca de 58 mil novos casos no país, e, somente no Rio Grande do Sul, foram diagnosticadas 5.210 novas incidências em mulheres a cada 100 mil habitantes. O câncer de mama também pode ocorrer em homens, porém é raro (apenas 1% do total de novos casos).
O governador José Ivo Sartori destacou a mobilização como exemplo do protagonismo das mulheres. “Para onde olhamos, enxergamos motivos que nos lembram que esse mês também é momento de celebrar vitórias e histórias de vida. É esse brilho que emana das vitoriosas que nos ajuda a espalhar a conscientização e a engajar os diversos setores da sociedade. Façamos deste mês um ano inteiro!”, afirmou.

Para a secretária de Políticas Sociais e de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Maria Helena Sartori, a importância do evento está na conscientização de homens e mulheres, já que o diagnóstico precoce permite a cura em cerca de 90% dos casos.
“Desde o ano passado, quando fizemos o Calendário das Vitoriosas, queríamos mostrar as mulheres que venceram o câncer de mama e, com isso, passar esperança para aquelas que enfrentam a doença. Quero agradecer essas mulheres que venceram, que são guerreiras, corajosas e exemplos de vida”, ressaltou.

O secretário da Saúde, João Gabbardo dos Reis, lembrou que os maiores índices da doença ocorrem em países desenvolvidos, o que provoca reflexão e investigação científica a respeito do tema.
“Isso tem provocado mudanças em orientações que eram dadas há duas, três décadas. O Rio Grande do Sul tem mais registros de câncer que as regiões Norte e Nordeste do país, o que nos remete a estudos que determinam uma conduta diferente. Cabe ao gestor estadual a responsabilidade de dar as orientações corretas à população. Todas as mulheres que apresentarem os sintomas, independentemente da idade, têm que fazer os exames. Para prevenir câncer só existe uma maneira: mudar os hábitos de vida. Fazer atividade física, controlar a obesidade e a alimentação, não fumar e não abusar do álcool”, advertiu.

Outros setores da comunidade também estão envolvidos na causa. É o caso do Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Sul, que aderiu à campanha institucional TodosPorElas. No evento, soldados dos Bombeiros de Cachoeirinha alertaram para o fato de que cerca de 40% das mulheres diagnosticadas com câncer são abandonadas pelos companheiros. A campanha é para conscientizar os homens e humanizar ainda mais o movimento. O câncer de mama ocorre com maior frequência após os 35 anos, com maior risco depois dos 50. O tratamento pode ser realizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Letícia Bonato/Secom
Lançamento do Outubro Rosa 2017 reforça necessidade de prevenção e luta contra o câncer de mama Lançamento do Outubro Rosa 2017 reforça necessidade de prevenção e luta contra o câncer de mama Reviewed by In Foco RS on quinta-feira, outubro 19, 2017 Rating: 5