Governo solicita retorno às aulas após pedido do Cpers por reunião

Chefe da Casa Civil, Fábio Branco, e a secretária adjunta da Educação, Iara Wortmann, voltaram a se reunir com lideranças grevistas - Foto: Nabor Goulart/Casa Civil
Atendendo a um pedido do comando de greve do Sindicato dos Professores do Rio Grande do Sul - Cpers/Sindicato, o governo do Estado voltou a se reunir com os líderes do movimento grevista, nesta terça-feira (24), na Secretaria de Educação (Seduc). O chefe da Casa Civil, Fábio Branco, acompanhado da secretária adjunta da Educação, Iara Wortmann, ressaltou que o Estado seguirá com os mesmos esforços para que os servidores voltem a receber os salários dentro do mês. "Trabalhamos para o futuro do Rio Grande, pensando no conjunto da sociedade e, para isso, temos de fazer essa travessia, que exige esforço de todos os setores", reiterou Branco. 
"Desde o primeiro dia eu tenho afirmado que o governo está aberto ao diálogo. Somos sensíveis, entendemos a realidade, mas temos uma situação financeira que está posta, aberta a toda a sociedade. Temos agido de maneira transparente, honesta e seguiremos dispostos a conversar para encontrarmos a saída para a greve o mais rápido possível. Só temos uma saída para pagarmos os salários em dia: a adesão ao Plano de Recuperação Fiscal, que é o que estamos debatendo", ressaltou o secretário.
Segundo Branco, o governo não firmará compromissos que não possam ser cumpridos: "Não vamos criar falsas expectativas. Não vamos mentir aos servidores, aos professores, mas estamos preocupados com os nossos alunos. Estamos muito próximos de uma saída para o problema do Estado, que afeta toda a sociedade". As ações do governo Jose Ivo Sartori, acrescentou o secretário, não miram as eleições de 2018, mas um futuro melhor para o Rio Grande.

O chefe da Casa Civil voltou a pedir bom senso aos líderes do Cpers, lamentando o ocorrido na segunda-feira (23), quando manifestantes, amparados por militantes da CUT, impediram o acesso a prédios das Coordenadorias Regionais de Educação (CREs), que começariam a fazer o remanejo de alunos de escolas em greve para outras em funcionamento normal. "O direito daqueles que querem trabalhar deve ser assegurado. Isso é antidemocrático, ilegal, porque estamos buscando várias alternativas para não prejudicar os alunos. Aqueles que queiram dar aula ou receber aula, o Estado tem de estar a postos para garantir isso", observou.
Nesta terça-feira, a coordenadorias regionais deram início ao cadastramento de alunos interessados no remanejo de escolas.

 Luiz Fernando Aquino/Seduc
Governo solicita retorno às aulas após pedido do Cpers por reunião Governo solicita retorno às aulas após pedido do Cpers por reunião Reviewed by In Foco RS on quarta-feira, outubro 25, 2017 Rating: 5