Família busca ajuda para seguir tratamento de Jamily

Jamily de 10 meses faz suas quimioterapias em Passo Fundo - Foto: Heloise Santi/Folha
Quem vê a pequena Jamily Farias sorrindo, não imagina a batalha diária que os pais travam para conseguir continuar seu tratamento contra o câncer no Hospital São Vicente de Paula em Passo Fundo.

Jamily, hoje com 10 meses foi diagnosticada em abril deste ano com Neuroblastoma na Coluna Cervical, o tumor já tinha afetado a força das pernas, parte do movimento da mão direita e também do olho direito. “Ela era uma criança normal, nunca me incomodou até que em abril ela começou a chorar e notamos que ela perdeu a força das pernas. No começo os médicos diziam que era dor de ouvido mas, com duas semanas de muito choro e várias idas ao médico ele encaminhou ela. Já foi feito uma cirurgia que tirou parte do tumor, descomprimindo a medula, o que fez ela voltar a ficar em pé. Porém precisa seguir com as quimioterapias e posteriormente, se necessário, o que a gente ora muito para não ser, ela vai precisar de uma segunda cirurgia para tirar o restante do tumor”, contou a mãe de primeira viagem Roselaine Farias, 28 anos.

Hoje, a rotina da família está dividida em idas e vindas à Passo Fundo. “Nós ficamos de 10 a 15 dias lá, sempre. Acaba que temos que ir os dois, porque um só não aguenta cuidar dela. Só que eu já estava desempregado quando ela ganhou a nenê e com a descoberta da doença ela perdeu o emprego dela também. Então para nós tá muito difícil conseguir se manter lá todos esses dias, porque no hospital só um acompanhante ganha comida, por exemplo”, explicou o pai de Jamily, Davi Farias, 41 anos.

Ativa e sorridente, a pequena não dá sossego aos país. Mas de acordo com a mãe nem sempre é assim. “O medicamento deixa ela bastante debilitada. Ela já fez 13 sessões de quimioterapia e não sabemos ainda quantas vai precisar, porque o médico vai nos contando tudo aos poucos, por isso resolvemos pedir ajuda, porque não temos mais de onde tirar. Todo o tratamento é custeado pelo Sistema Único de Saúde (SUS), mas tem exames que não e tem os dias que ficamos lá, então toda a ajuda é bem-vinda, porque pela idade dela, os especialistas dizem que as chances de cura são bem grandes”, disse Roselaine.

Como ajudar?

A família, que reside na rua Carlos Gomes, número 96, bairro Santo Inácio em Frederico Westphalen, busca auxilio da comunidade com valores em dinheiro, fraldas tamanho GG, pois quando ela faz as quimioterapias ela incha muito, também casacos com capuz para que possa proteger a cabeça, pois Jamily já está carequinha e não deixa tocas na cabeça.

As doações podem ser deixadas no Jornal Folha do Noroeste ou diretamente na casa da família, o telefone para contato com Davi e Roselaine é o (55) 99922-5725.


O que é neuroblastoma?

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca) o Neuroblastoma, um tumor embrionário do sistema nervoso simpático, é a malignidade neonatal mais comum, correspondendo a cerca de 20% dos canceres neonatais. Acontecem normalmente até os 5 anos de idade e se caracterizam por tumores de células do sistema nervoso periférico, os locais mais comuns são abdome, tórax e pescoço, perto da coluna vertebral.

Família busca ajuda para seguir tratamento de Jamily Família busca ajuda para seguir tratamento de Jamily Reviewed by In Foco RS on quarta-feira, julho 05, 2017 Rating: 5