BNDES pede assembleia extraordinária da JBS para discutir comando da empresa


O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) pediu a convocação de uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE) do grupo JBS, com objetivo de discutir o comando da empresa. O banco é sócio minoritário da companhia comandada pelos irmãos Joesley e Wesley Batista, com 21,3% das ações. Segundo o presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro, a AGE deverá acontecer em breve.

A informação foi dada por Rabello nesta sexta-feira (14), durante coletiva para o lançamento do Livro Verde – Nossa História Tal Como Ela É, que destaca as principais  atividades do banco no período de 2001 a 2016.

Por conta da delação premiada de Joesley, em 17 de maio, o grupo JBS chegou a perder R$ 3,5 bilhões em valor de mercado, causando prejuízo ao BNDES e a outros acionistas minoritários, incluindo a Caixa Econômica Federal, que detém 4,9% das ações. Questionado se o banco iria pedir o afastamento dos irmãos Batista da JBS, o presidente confirmou que o assunto será colocado em pauta na AGE.

“Isso é um assunto que é interna corporis [resolvido internamente] dos sócios, nem eu posso responder. Porque nós estamos agindo em bloco [com outros minoritários]. A AGE foi solicitada e ela deve ser marcada nos próximos dias. Eu defendo o melhor para a companhia. Será jogado em pauta [na AGE], mas não com o termo que foi utilizado [destituição], porque destituir a gente destitui é rei”, afirmou Paulo Rabello.

Ele explicou que o motivo da convocação da AGE é realizar uma apuração sobre o que ocorreu na JBS após a delação de Joesley, que impactou negativamente nas ações empresas na bolsa de valores.

“Não significa dizer que a gente tem qualquer parti pris [do francês, opinião preconcebida] de que o administrador causou qualquer dano. Mas o que é fundamental é que se haja uma apuração. Isso é o que o Brasil quer que seja feito, por que ele [o país] é investidor na companhia. Queda de preço [de ações] momentâneo não é prejuízo, quando a ação sobe também não é lucro. Governança profissionalizada é um objetivo do banco”, disse Paulo Rabello.

Livro Verde

Entre os assuntos abordados no Livro Verde, está o aumento da participação das micro, pequenas e médias empresas (MPME) nos empréstimos do banco. No período entre 1996 e 2000, essa participação foi menos de 15% do total, alcançando uma média de 32% entre 2011 e 2016. Também no setor da agropecuária, que respondia por menos de 3% do total de empréstimos em 2010, houve forte crescimento, passando para 18% do total, em 2016.

Os desembolsos médios totais do banco no país para o setor de infraestrutura, entre 2011e 2016, foi de R$ 2,3 bilhões por ano no setor de rodovias, R$ 2,1 bilhões em ferrovias, R$ 1,4 bilhão em portos e hidrovias e R$ 1,3 bilhão em infraestrutura aeroportuária. Também houve desembolso médio anual de R$ 4,1 bilhões para obras de mobilidade urbana.

Agência Brasil
BNDES pede assembleia extraordinária da JBS para discutir comando da empresa BNDES pede assembleia extraordinária da JBS para discutir comando da empresa Reviewed by In Foco RS on sexta-feira, julho 14, 2017 Rating: 5