Gripe: Brasil antecipa campanha de vacinação gratuita


A campanha de vacinação contra a gripe vai começar mais cedo este ano no Brasil.

O Ministério da Saúde antecipou o início para a próxima segunda-feira.

Ao contrário do que aconteceu no ano passado, quando o maior número de registros foi do vírus H1N1, agora a maior circulação tem sido do tipo H3N2.


A informação é da presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBI), Isabella Ballalai.

De acordo com a SBI, no ano passado o H1N1 foi responsável por 90% dos casos registrados no Brasil, mas neste ano está restrito até agora a 2%.

A presidente da entidade explica que o H3N2 é um vírus que já causou surtos no país em outros períodos e é o mais prevalente no hemisfério Norte.

Ela explica que, apesar de a população popularmente buscar a vacina do H1N1, as doses sempre contêm os tipos H1N1, H3N2 e B.

A vacinação

A campanha começará na próxima segunda-feira e vai até 26 de maio.

Nesse período, o Ministério da Saúde espera vacinar pelo menos 54,2 milhões de brasileiros.

Uma das metas é atingir 90% da população considerada de risco para complicações por gripe.

A partir deste ano, professores das redes pública e privada passam a integrar o público-alvo.

Cerca de 2,3 milhões de profissionais da educação poderão se vacinar contra a gripe nas escolas públicas e privadas de todo o país, nos dias 2 e 3 de maio.

Público alvo

  • Pessoas a partir de 60 anos
  • Crianças de seis meses a menores de cinco anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias)
  • Trabalhadores de saúde
  • Professores das redes pública e privada
  • Povos indígenas,
  • Gestantes,
  • Puérperas (até 45 dias após o parto),
  • Pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas –
  • Funcionários do sistema prisional.
  • Portadores de doenças crônicas não transmissíveis
  • Pessoas com deficiências específicas
  • Antecipação


A médica Isabella Ballalaidiz que a antecipação do calendário é uma medida acertada, já que em 2016 os casos surgiram antes do esperado, o que provocou uma corrida pelas vacinas.

Ela afirma que a melhor época para a imunização é justamente o outono.

“O ideal seria vacinar sempre em março e abril. A gente já tem casos graves, já tem óbitos e precisa vacinar.”

Ela lembra que a vacina demora de duas a três semanas para proteger quem for imunizado.

Não é novo vírus

Ballalai explica que tanto o H1N1 como o H3N2 são tipos de influenza, portanto não existe um novo vírus em circulação no Brasil.

As variações são igualmente graves.

“Não tem mais grave e nem menos grave. Por isso as vacinas são tri ou quadrivalentes, procurando proteger de três ou quatro tipos de influenza que circulam entre nós.”

Segurança

A vacina contra gripe é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença, internações ou, até mesmo, óbitos.

Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza.

A campanha deste ano terá como padrinho, o sambista Martinho da Vila, que vai convocar todos os públicos a se vacinarem, em especial os idosos.

Com informações da Veja e PortalDaSaúde-Via SóNotíciaboa
Gripe: Brasil antecipa campanha de vacinação gratuita Gripe: Brasil antecipa campanha de vacinação gratuita Reviewed by In Foco RS on sábado, abril 15, 2017 Rating: 5